Entenda porquê importar produtos pode sair mais barato!

O negócio de Importação é um setor sempre com alto potencial de crescimento no Brasil. Se bem administrado, pode tornar-se uma ótima oportunidade de faturamento e de lucro.

Pode-se conseguir preços finais aos clientes com até 60% de redução, dependendo do produto. Se falarmos de artigos de luxo com 20% de redução, já é um mercado com altíssimas chances de venda.

Mas o que muitas pessoas ainda têm dificuldades para entender – e colocam desconfianças sem fundamento – é como os produtos importados podem chegar ao Brasil e ser vendidos com preços muito inferiores.

Vamos falar um pouco disso. De porquê importar produtos pode sair mais barato.

Vamos falar do custo Brasil

Sim, já ouvimos esta expressão tantas vezes e sabemos muito do que compõe ela, mas poucas pessoas associam aos produtos importados.

Produzir no Brasil ainda é muito caro. Temos:

  • Uma burocracia grande para gerir o negócio;
  • Uma infraestrutura precária num país continental – estradas, pedágios, rios, ferrovias, segurança pública, saneamento para desenvolvimento;
  • Legislações pesadas sobre a produção, que pouco devolvem para a sociedade e principalmente para a infraestrutura, que acaba criando um ciclo vicioso que recai sobre os preços.

Somos um país-continente onde é saudável que todas as regiões produzam o melhor, mas também carentes de interligações que funcionem e sejam mais baratas para o consumidor.

Até mesmo os produtos importados sofrem com uma carga tributária alta e problemas de estrutura e burocracia em portos e aeroportos. Porém são produzidos com mais tecnologia e um custo muito menor em seus países, chegando aqui com preços melhores mesmo depois de aplicar – e quando é o caso – os impostos.

Maior competitividade internacional

O mercado internacional de produção tem o dinamismo e uma competitividade impressionantes.

A todo momento uma região ou país se destaca pela produção de determinados produtos e imediatamente se posiciona como referência de compra, e pode ser superada por outra a qualquer momento.

E retomar o protagonismo, num jogo saudável que nunca acaba. E a entrada da China de vez desarrumou este imenso tabuleiro. As sociedade certamente exigem normais mais saudáveis dos chineses e eles estão se adaptando.

Mas abriram as portas para que outras nações também investissem em tecnologia, em benefícios fiscais para empresas de todo o mundo e em exportar seus produtos mais nobres. Basta pensarmos quantas nações lembraríamos como produtoras de vinhos de qualidade há 20 anos e quantas lembramos hoje.

E temos países que são apenas incentivadores de importar e exportar, sem produzir. Tanta competição vai impactar nos preços para capturar quem está aqui pesquisando onde pagar menos por um produto de qualidade superior.

Condições logísticas de alta qualidade

Todos nós, em algum momento, já nos impressionamos com a qualidade da matriz de transportes norte-americana ou chinesa. Com a qualidade do transporte ferroviário europeu.

Todo este investimento – ótimas rodovias e ferrovias, sistemas de encomendas eficientes e seguros – inúmeros aeroportos funcionando a plena carga – impacta diretamente na qualidade de escoamento e no preços dos produtos para os demais mercados.

Existe uma grande concorrência para transportar – e uma preocupação grande e global em prestar um excelente serviço para segurar contas e clientes. Ter o melhor preço é fundamental, mas sem perder a qualidade.

 

Quer conhecer mais? Acesse https://academiadosimportadores.com para entender mais sobre o mercado de importação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *